A TI híbrida torna se uma  alternativa consistente para gerir seus negócios, usufruindo das seguintes vantagens: flexibilidade, redução de custos, melhor escalabilidade e mobilidade.

O uso estratégico da Tecnologia da Informação híbrida está promovendo mudanças em organizações de todos os portes e verticais, além de contribuir para oferecer serviços mais inovadores, econômicos, ágeis e mais interconectados.

No entanto, embora sejam muitos os benefícios disponibilizados pelo conceito, ainda há diversos desafios que precisam ser enfrentados pelas corporações que desejam levar a TI híbrida para otimizar seus negócios.

Segundo pesquisas realizadas pela Dimension Data, 41% dos profissionais entrevistados constataram que gerir o ambiente de TI híbrida está entre um dos três maiores desafios de implementação.

O que é TI híbrida?

O conceito consiste em combinar dois importantes recursos: infraestrutura local e infraestrutura em nuvem, seja ela pública ou privada. Daí o termo “híbrido”.

O papel desta abordagem é garantir que os dois métodos trabalhem de modo integrado, aproveitando todos os benefícios de Cloud Computing, sem deixar de usar, também, os servidores internos e tradicionais, que as empresas estão acostumadas a operar.

Diante de uma era altamente tecnológica, movida a mudanças significativas no âmbito profissional e processual em vários ambientes dentro e fora da nuvem, as empresas buscam alternativas para tornar a gestão de TI mais eficiente e eficaz diante de um cenário caótico e desafiador de TI Hibrida e algumas vezes com o agravante de Multi-cloud.

Em meio a essas dificuldades, a automação se mostrou importante, pois ajuda na redução de custos operacionais, assim como minimiza a complexidade crescente dos processos de negócios e das tarefas de gestão.

Com base nessas informações, mais compromissos foram atribuídos à TI híbrida, que passou a zelar ainda mais pela segurança de dados, além de proporcionar experiências de trabalho mais eficazes e oferecer acessos facilitados aos dados.

Quais os desafios da TI híbrida?

  • Contar com equipes preparadas para lidar com a demanda e a complexidade da TI híbrida

Embora os profissionais de Tecnologia da Informação sejam altamente qualificados e estes conceitos já sejam utilizados por diferentes corporações, a TI híbrida ainda exige que as empresas contem com colaboradores, atualizados e capazes de lidar com essa nova demanda de integração.

Deliberar uma equipe que saiba como usufruir dos recursos proporcionados pela TI híbrida e, ao mesmo tempo, seja capaz de reduzir o índice de complexidade e manusear as ferramentas integradas, tende a ser uma excelente alternativa, principalmente em termos de alta produtividade corporativa.

  • Efetuar a integração em diferentes sistemas

Sem dúvida, um dos grandes desafios das empresas diz respeito à integração entre vários sistemas, pois a TI híbrida só será eficiente se a nuvem estiver bem implementada e integrada à infraestrutura interna, tal qual o data center.

É imprescindível buscar soluções aprimoradas e que se encaixem justamente a essa necessidade, a fim de estabelecer todo um projeto de migração para reduzir a complexidade do processo de implementação da TI híbrida.

  • Gerenciar os ativos de maneira eficiente

Uma das grandes dificuldades de implementar a TI híbrida é conseguir controlar e monitorar as ferramentas que estão sendo utilizadas e, também, os dados que estão sendo utilizados em dois ambientes: na nuvem e nos data centers internos.

Podemos incluir outros desafios, como:

  • Automação de rotinas que oneram a operação técnica
  • Separar e centralizar as informações relevantes em dashbord único para apoio em tomada de decisão.

Como gerenciar demandas e desafios da TI híbrida?

Após identificar quais são as principais dificuldades de implementar a TI híbrida, surge a dúvida de como gerenciar as demandas e os desafios da mesma.

Com base nessa questão, a Pulse desenvolveu o relatório Fieldwork, carregando o propósito de auxiliar os CIOs na busca por estabelecer segurança, otimizar as cargas de trabalho e desapegar de conceitos antigos, capacitando cada vez mais as suas equipes.

Acompanhando diversos dados, a pesquisa identificou três áreas de aprendizado:

  • Aprimorar o desempenho das equipes em jornadas de trabalho híbridas

A principal missão do conceito é atender às necessidades da jornada de trabalho híbrido, sem dificuldades, de modo consciente e prático, independentemente de onde os colaboradores estiverem exercendo suas atividades.

Ao menos 40% dos entrevistados estipulam que investir em sistemas para automatizar as cargas de trabalho podem melhorar o bem-estar da equipe de TI e influenciar diretamente na performance dos times.

  • Estabelecer uma gestão de TI mais flexível e escalável

Inquestionavelmente, um dos principais objetivos das empresas é projetar uma infraestrutura de TI eficiente. No entanto, há algumas dificuldades que impedem as empresas de alcançarem esse propósito, como a falta de compreensão para entender as necessidades e prioridades de investimentos em tecnologia, e a utilização de infraestruturas complexas.

  • Contar com a segurança adequada para proteger os processos e dados

Não há como gerenciar as demandas da TI híbrida, sem contar com sistemas de cibersegurança, para assegurar que as jornadas de trabalho estejam devidamente protegidas, de qualquer lugar, usando qualquer tipo de dispositivo conectado à internet.

Em questões de segurança, a pesquisa abordou que as principais preocupações estão relacionadas aos ataques de ransomware e as ameaças internas, pois houve um aumento significativo de cibercrimes focados em negócios.

Com o desafio lançado a Gantech se posiciona como parceiro em todas as camadas relacionadas a segurança de informação, com unidades de negócios internas dedicadas aos principais temas desta abordagem de TI hibrida.

Com a business unit Gantech GRC dedicada a avaliação processual, realizamos estudos relacionados ao nível de maturidade e relacionamento dos processos e da tecnologia envolvida na camada de segurança da informação seja ela  on-premises ou ambientes cloud do cliente e entregamos:

  • Assessment com foco em segurança da informação
  • Governança de TI
  • Gestão de segurança da informação
  • Gestão de riscos
  • Compliance

Com a BU de Cloud security dedicada a ambientes em nuvem podemos avaliar, recomendar e entregar produtos e serviços já com uma visão dedicada a integração de soluções a processos ajudando o cliente a manter o foco em temas que realmente fazem a diferença na gestão e operação do ambiente. Podemos citar aqui alguns dos itens relacionados as entregas desta BU:

  • CNS (cloud network security)
  • CSPM (Cloud security  posture management)
  • CWPP (Cloud workloud protection)
  • SASE (Secure access servisse edge)
  • DEVsecOPS

Com a BU de DATA SCIENTE entregamos a correlação de informações de diversas fontes contidas em ambientes de TI Hibrida em um dashboard centralizado e otimizado para equipes de operação, monitoração e gerenciamento. Podemos também atua em:

  • Automação de tarefas
  • Monitoramento de eventos
  • Geração de insights para otimização de recursos
  • Analytcs e gestão de negócios
  • Relatoria e alertas

Você também pode conhecer todo o portfólio de serviços e produtos  – Confira as soluções Gantech.