Previsões de Segurança da Informação 2018

Os rádios definidos por software (SDRs) se tornarão um novo Pineapple?

 

Retomando trechos de nosso capítulo anterior, vimos que os especialistas da WatchGuard se infiltraram em covis de Hackers, na busca de informações privilegiadas sobre as tendências de Segurança da Informação para 2018. E hoje, trazemos para vocês mais uma descoberta feita por eles: os ataques via SDR, as redes wireless controladas por software, como um novo Pineapple.

Mas, você já deve saber o que é um Wi-Fi Pineapple, certo?

Caso ainda não conheça, saiba que o Pineapple é um pequeno hardware que foi originalmente criado para testes de penetração em redes sem fio. E a despeito de técnicas de intrusão mais complexas, o Pineapple reduz os conhecimentos técnicos necessários para realizar os testes. Na verdade, é um dos dispositivos de teste mais amigáveis ​​para o consumidor. Encapsulado dentro de um dispositivo e equipado com uma interface de usuário atrativa e fácil de usar, ele simplifica enormemente o processo. Ele ainda possui um aplicativo Android que permite baixar as últimas atualizações e executar a configuração do dispositivo.

E conforme apurado pelos especialistas nesta investigação, agora os Hackers mudaram de marcha e estão olhando a possibilidade de capturar algumas oportunidades usando novas ferramentas de comunicação sem fio. Por vários anos, o Wi-Fi Pineapple tornou o hacking simples para amadores em todo o mundo. Em 2018, os hackers esperam que a “comoditização” das ferramentas de ataque Wi-Fi se mova para rádios definidos por software (SDRs), o que lhes dará a capacidade de acessar facilmente protocolos sem fio como Zigbee, Sigfox, Bluetooth e muito mais.

Eles vêem a hora de usar as SDRs facilmente acessíveis, para roubar credenciais de rede no shopping local, ou acertar o estacionamento para spoof o sinal GPS e roubar o carro de seus sonhos. Tudo o que eles precisam fazer é assistir a alguns vídeos sobre os mais de 3 milhões de tutoriais de hacking disponíveis no YouTube.

Fique de olho para saber quais outras descobertas foram feitas pelos especialistas da WatchGuard. Acompanhe nosso blog e veja em breve o próximo capítulo.

Cadastre-se em nossa Newsletter