ATUALIZAÇÃO: Vulnerabilidades MikroTik.

 

Aumentou para quase 20% o número de roteadores Mikrotik capturados numa botnet formada para a mineração da criptomoeda Monero, recentemente descoberta pela Trustwave. E até este domingo (05/08), o número de roteadores Mikrotik a serviço da botnet no mundo inteiro subiu de 72.187 para 85.499, ou seja, 92 dispositivos por hora.

Curiosamente, a maior parte dos dispositivos contaminados está instalada no Brasil, com um total de 81.140 hoje contra 71.011 no dia 31/07, data da descoberta. Um dos roteadores capturados atende o servidor web de um hospital, cuja identidade não foi revelada pelo pesquisador da Trustwave.

Em detalhes: A botnet está contaminada com o malware Coinhive, responsável pela escravização de dispositivos, visando utilizá-los na mineração da criptomoeda Monero. Até este último update, ainda não se sabe quem está por trás desta botnet. A única certeza, é que ela tem o objetivo de favorecer esta atividade de mineração, que consome recursos de computação e também energia elétrica.

A lógica dos criminosos, é de que quanto mais máquinas fazendo mineração, maiores as probabilidades de lucro para quem controla a rede.



Cadastre-se em nossa Newsletter